ORIENTAÇÕES PRÁTICAS (Alguns passos concretos a serem dados)

 

– QUEM PODE RECEBER ESTE SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO (casamento religioso)?

Pessoas que nunca receberam o sacramento do matrimônio (nunca se casaram na Igreja), sendo uma das partes ao menos, católica e batizada;

– Pessoas que tiveram o matrimônio considerado nulo (comprovadamente e com processo concluído);

– Viúvos mesmo que já tenham se casado na Igreja;

– Pessoas que foram casadas apenas no civil, separadas e que querem casar na Igreja, serão acolhidas e acompanhadas, mas deverão cumprir alguns requisitos pontuais para receber o sacramento.

 

– QUAL O LOCAL EM QUE PODE OCORRER O CASAMENTO RELIGIOSO?

O lugar próprio para a celebração do seu matrimônio é em uma paróquia (igreja), mas também há permissão para que caso deseje, celebrar em capelas da própria paróquia, capelas de hospitais, escolas ou casas religiosas, desde que exista autorização do padre responsável pelo território onde resolva casar.

Em nossa Diocese (que abrange as 7 cidades do ABC) não são permitidas celebrações de casamento em nenhum outro espaço, a não ser os mencionados no parágrafo anterior.

 

Obs. Não são permitidas celebrações de casamentos em restaurantes, bufês, chácaras, sítios. É proibido realizar qualquer celebração ou ato litúrgico nesses locais, antes ou depois da cerimônia na igreja ou capela, com qualquer forma ou rito de bênção, porque essa atitude simula celebração do sacramento do matrimônio.

– RESERVA DE DATA

É possível reservar a data na Igreja com um ano de antecedência. Ao fazer a reserva da data, os noivos pagam uma taxa que, em caso de cancelamento, mudança de data ou horá- rio, não será devolvida. Só se faz cancelamento pessoalmente.

Obs.: Não deixe para última hora, pois muitos invertem a ordem das prioridades, contratam o buffet e depois ficam desesperados tentando marcar o casamento na data e horário que fiquem em conformidade com serviço que contrataram e, nem sempre isto é possível, principalmente em nossa Igreja Catedral, onde há grande número de matrimônios.

– O PROCESSO MATRIMONIAL

Apesar de a data ser reservada com maior antecedência, o processo matrimonial (papelada para o casamento), deverá ter início com 3 meses de antecedência.

– DOCUMENTOS EXIGIDOS AOS NOIVOS

É necessário que vocês se apresentem à secretaria nos horários de expediente com os seguintes documentos:

a) Certidões de Batismo atualizadas para fins matrimoniais, ou seja, com menos de seis meses;

b) Edital de Proclamas do Civil / Certidão de Habilitação – com efeito civil (que o Cartório fornece três meses antes do casamento);

c) Original e cópia do RG dos noivos;

d) Original e cópia do comprovante de residência (conta de luz, água ou telefone) dos noivos;

e) O comprovante de catequese de preparação matrimonial (curso de noivos) deverá ser entregue até 30 dias antes do casamento.

f) Se já foi casado, mas o matrimônio foi considerado nulo, apresentar e original do documento expedido pelo Tribunal Eclesiástico.

g) Se você é viúvo(a), apresentar cópia e original da certidão de óbito do cônjuge.

h) Se já foi casado no civil e encontra-se legalmente separado, você pode se casar na Igreja mediante averbação do divórcio.

i) Se vocês não residem no território da Catedral, devem trazer a devida transferência. Para isso, procurem a Paróquia onde um dos dois reside e leve toda a documentação necessária para que o processo seja iniciado lá. Se residir em outra Diocese, trazer a Habilitação Matrimonial de lá.

j) Você deve fazer a contribuição da Espórtula e de outras taxas com até 30 dias antes do Casamento (em cheque) ou até 10 dias antes (em dinheiro).

l) O casamento civil pode ser realizado de duas formas:

– No próprio Cartório, em dia e hora marcados;

Neste caso, vocês após o casamento civil, devem apresentar na secretaria da Paróquia a respectiva certidão para que sejam feitas as devidas anotações no processo de casamento religioso. Valendo ressaltar que neste caso, o casamento civil deve ocorrer antes do religioso.

– Na igreja, onde será realizado o casamento religioso com efeito civil.

Neste caso, vocês devem levar, juntamente com os documentos exigidos pelo Cartório, um documento emitido pela Paróquia atestando o agendamento do casamento. Após a celebração, dentro de 90 dias, os noivos deverão levar ao Cartório ata do casamento civil assinada durante a celebração.

Obs. Nas duas situações vocês dois deverão procurar o Cartório de Registro Civil onde residem e dar entrada ao processo.

 

– ENTREVISTA COM OS NOIVOS

A entrevista com vocês é parte integrante do processo, não optativa, deve ser feita pelo pároco (padre do local onde está sendo feito o processo), que primeiro falará com um de vocês e depois com o outro.

O diálogo pode ajudar o padre a conhecê-los melhor, podendo compreender e tirar dúvidas sobre questões que julgar relevantes para o casamento e deixar claro alguns impedimentos que tornariam o matrimônio inválido (nulo), para que assim, evite-se problemas futuros. Mas fiquem tranquilos, tudo isto visa acima de tudo o bem de vocês e que tenham um casamento sólido e feliz.

 

– CATEQUESE DE PREPARAÇÃO MATRIMONIAL (Curso de Noivos)

A catequese de preparação matrimonial, comumente tratada como “curso de noivos”, visa ajudar com que tenham uma adequada compreensão do que é o sacramento que irão assumir, para que possam fazê-lo de forma livre e consciente. Esta catequese é de caráter obrigatório, parte integrante do processo, quanto a datas e carga horária varia conforme as equipes e paróquias que os preparam.

– CELEBRAÇÃO DO MATRIMÔNIO

Queridos noivos, na Igreja, o Rito Matrimonial deve ser seguido com fidelidade, podendo ser feito com Missa ou fora da Missa, a escolha é de vocês.

A Catedral estabelece os seguintes critérios para que o momento tão sonhado transcorra da melhor forma:

– Durante a celebração podem ser feitos (mas também podem ser omitidos – fica a escolha de vocês) alguns cortejos (entrada dos padrinhos, noivo, damas e pajens, noiva, alianças e a saída dos padrinhos e pais, damas e pajens e dos esposos);

– Durante os cortejos (mesmo fora da Igreja) não se permite jogar pétalas, bolinhas de sabão, arroz, papel picado, pois além de alguns destes mancharem o piso da Igreja, ficamos principalmente preocupados com vocês que podem escorregar;

– No presbitério, é permitido o limite máximo de até 5 (cinco) casais de cada lado, mais os pais;

– O noivos e os padrinhos devem apresentar-se aos responsáveis pela Igreja na Secretaria com 30 (trinta) minutos antes do início da celebração, para as devidas assinaturas. A noiva deve procurar chegar com 15 (quinze) minutos de antecedência.;

– Em caso de atraso em que não haja tempo hábil para que o rito seja devidamente efetuado, o casamento será realizado após o último horário marcado, em demais casos os cortejos são suprimidos para que dê tempo do ritual ser executado plenamente.

Neste sentido, atualmente vocês noivos têm sido pontuais, exceto quando a cabeleireira e maquiadora se perdem no horário e atrasam a noiva (noivas vejam bem onde irão contratar o serviço e programem com o salão um horário de término que deve considerar o tempo de locomoção até a Igreja e, por precaução calcule com eventuais picos de trânsito ou contingências).

Outro aspecto a considerar, e este tem ocorrido com constância ultimamente, é a questão do atraso dos padrinhos. Conversem bem com os casais que vocês escolheram, para que cheguem com certa antecedência, afinal, antes esperar pelo grande momento do que prejudicá-lo, não é mesmo? Mas caso isto ocorra, para que não sejam suprimidos os cortejos, e nem que seu casamento seja transferido para o último horário, por bem, iniciamos a cerimônia no horário previsto e eles se alocam discretamente junto aos demais casais no presbitério, entrando pela lateral.

No caso do atraso de pais, segue-se o mesmo esquema dos padrinhos, a não ser que os noivos arquem com as consequências do atraso como descrito nos parágrafos anteriores.

– Não é permitida a entrada de animais de estimação na celebração. Em respeito ao Sacramento celebrado não é possível este tipo de participação. Somente seres humanos participam do Mistério Pascal de Cristo.

– Após a benção final, os noivos iniciam os cumprimentos, podendo ser realizados de duas maneiras:

a) A noiva cumprimenta primeiramente os padrinhos e pais do noivo, enquanto o noivo cumprimenta primeiramente os padrinhos e pais da noiva. Terminado os cumprimentos procede-se o cortejo de saída: em primeiro os padrinhos alternadamente, na sequência os pais dos noivos, damas/pajens e por último os noivos. Pede-se não fotografar cada casal de padrinho com os noivos no presbitério, antes da saída.

b) Os padrinhos vem ao em encontro dos noivos no centro do presbitérios, alternando entre um casal do noivo e outro da noiva, contudo nesta alternativa não é permitida pose para as fotos,deve haver apenas o cumprimento e os casais descem já efetuando a saída.

– Você pode até contratar um cerimonialista, mas este tem que entrar em contato com Catedral, para que organize tudo conforme as regras da Igreja.

 

– HORÁRIOS DAS CELEBRAÇÕES

– Durante a semana:

De segunda à quinta-feira pode-se marcar um único casamento.

Na sexta-feira há dois horários de casamentos (20h e 21h).

– Final de semana:

De sábado são sete horários disponíveis (11h, 12h, 17h15, 18h15, 19h15, 20h15 e 21h15)

No domingo há dois horários disponíveis (17h30 e 20h30)

Em caso de celebração do matrimônio com missa, deverão ser reservados dois horários.

Obs. Todo o elencado acima se ratifica desde que haja disponibilidade da Igreja, ressaltando que os horários de missa não serão alterados por conta da celebração do matrimônio.

– UM GRANDE SONHO

É claro que o mais importante é o caráter religioso, o sacramento que irão receber, mas quem nunca sonhou com uma igreja lindamente decorada, músicas bem executadas e registrar tudo isto com uma boa equipe de fotografia e filmagem?

Não há mal algum se preocupar também com isto, afinal é um dia singular, único na vida de vocês, então, passaremos algumas orientações para que de fato seja um sonho tornado real.

 

– DECORAÇÃO

Em certos casos exagere-se muito nas decorações, o que não torna o local mais bonito, às vezes fica até abarrotado de coisas. Ficará muito mais agradável uma decoração nobre e simples, que permita com que seja possível as movimentações necessárias para o ato litúrgico (casamento).

Já pensou você tentar entrar na Igreja e os arranjos de flores serem tão grandes que esbarre um após outro no corredor durante sua entrada? Ou ainda atrapalhar a visão de seus convidados?

Pode parecer um conselho bobo, mas o “MENOS É MAIS”.

Para facilitar sua vida e evitarmos desencontros desnecessários a Catedral possuí alguns critérios, estabelecidos inclusive em contratos:

A decoração segue orientação do contrato fornecido pela Secretaria da Igreja.

a) Toda a ornamentação está a cargo dos noivos.

b) Os noivos só poderão fechar com a floricultura 3 (três) meses antes do casamento. Todas as noivas do dia deverão escolher a mesma floricultura e estarem de acordo com a decoração escolhida, pois é permitida somente uma decoração por dia.

c) Três meses antes da Celebração, a secretaria fornecerá os nomes e telefones dos casais que casarão no mesmo dia, para que se reúnam e escolham a decoração. Se não houver consenso por parte dos noivos, a Igreja decidirá pela contratação ou não da decoração. O valor do serviço será rateado entre os noivos do dia.

d) Os noivos devem contratar uma floricultura idônea, que siga a orientação da Igreja, e que saiba que o não cumprimento das normas a elimina de futuros eventos.

e) As luzes da Igreja não serão apagadas para entrada ou saída.

f) A decoração na parte externa da Igreja é de inteira responsabilidade dos noivos, inclusive para eventuais danos causados à mesma ou estrutural (pisos, paredes e portas).

g) A floricultura contratada deve seguir as orientações da igreja, sendo elas:

– No presbitério, o altar deve estar visível. Só se permitem 4 (quatro) arranjos.

– Não se permitem luzes ou velas nos arranjos principais ou secundários.

– Por se tratar de uma Igreja histórica, é proibido o uso de arame, prego e fita adesiva para fixar enfeites nos bancos.

– Não é permitido o uso de fita adesiva no piso da Catedral

– O tapete é de responsabilidade do decorador. A passarela na cor vermelha pode ser fornecida pela Catedral mediante aluguel (verificar taxa na secretaria).

– Os arranjos de flores utilizados na decoração permanecerão na igreja. Portanto, não podem ser retirados.

– Aos sábados, o responsável pela decoração pode iniciar o trabalho a partir das 8 h e deverá encerrar, no máximo às 13h30 (exceto em dias em que a Catedral esteja sendo utilizada para fins pastorais neste período, outro horário deverá ser acordado na secretaria, pedimos sempre confirmar previamente antes de executar a decoração). Em outros dias da semana, consultar a secretaria sobre os horários.

Mais informações:

Praça do Carmo, S/Nº – Centro – Santo André/SP – CEP: 09010-020
Tel/Fax: +55 11 4436-7988
WhatsApp: +55 11 99726-0112
Email: secretaria@catedraldocarmo.org.br / catedral@diocesesa.org.br

Clique aqui : GUIA DE NOIVOS